Comentário do Barista

Esse lote acompanha muito bem uma bolachinha de nata pois lembra geléia de frutas vermelhas.

Café do Arnaldo em grãos | 250g

Matas de Minas - MG

R$ 24,66 para sócios Clube Veroo
R$ 27,40 para não sócios

Frete
Comentário do Barista

Esse lote acompanha muito bem uma bolachinha de nata pois lembra geléia de frutas vermelhas.

Ficha técnica
  • Região

    Matas de Minas-MG

  • Características

    A finalização longa e limpa, deixam as notas de ameixa em calda em evidência.

  • Pontuação

    83 pontos

  • Variedade

    Catuaí Vermelho

  • Altitude

    1150 metros

  • Produtor

    Arnaldo Damião

  • Harmonização

    Goiabada e Manjar

  • Laudo SCA

    Ver Laudo

  • Aroma

    Doce e frutado


  • Sensorial

    Caramelo e frutas vermelhas


  • Retrogosto

    Suave e aveludado



Produtor
  • Arnaldo Damião

    Sítio Vila Mariana

  • Arnaldo Damião da Silva: Legado do café

    Dessa vez, vamos falar de algo além de um pequeno produtor. Nesse texto vou te contar bem mais que a história do Arnaldo Damião da Silva, vou contar a história de Dom Modesto.

    Falei diversas vezes, em muito textos por aqui, que o café transforma vidas, mas dessa vez, o grão transformou muito mais que isso. Estamos falando de um distrito inteiro.

    Dom modesto é um distrito da zona rural de Caratinga, no interior de Minas Gerais. Por lá, passava a agora desativada Estrada de Ferro Leopoldina.

    A linha ligava Caratinga a Leopoldina e levava mercadorias diversas, principalmente café – esse era depois escoado para o Rio de Janeiro.

    Arnaldo mudou-se para lá com a mãe e seus três irmãos depois do falecimento de seu pai, em Belo Horizonte, capital do estado. No segundo casamento da mãe, ganhou mais três irmãos, mas logo perdeu o padrasto também.

    Com 13 anos, em 1995, começou sua história com o café, lá mesmo, em Dom Modesto. Em 98 já tinha uma rotina intensa com o grão.

    Até hoje, Arnaldo vive lá e nunca trocou de profissão, o café se misturou com sua vida e a vida da comunidade local. Todos os trabalhadores do Sítio Vila Mariana, nome da propriedade em que foi cultivado o café de maio, possuem sua própria história pessoal com o grão e a região.

    O café faz a economia local girar, é o grande gerador de empregos, visibilidade e trouxe vida ao local.

    A terra que o produtor encontrou quando chegou a Dom Modesto estava assim mesmo, só terra. Hoje o local conta com cerca de 120 mil pés de café.

    Arnaldo diz que ainda se surpreende com a trajetória da região e se orgulha de fazer parte da grande mudança que ali ocorreu.

    No Sítio Vila Mariana, a partir de 2018, Arnaldo começou com a preocupação de criar grãos de qualidade.

    O cafeicultor, que lá no começo vendia o almoço para comprar o jantar, trabalhava de chinelo e bermuda por não ter um tênis ou bota, hoje produz cafés especiais que chegaram até 85 pontos.

    O trabalho segue sendo familiar, conta com a ajuda dos irmãos, o primo Jailson, que começou junto com ele em 1995.

    Arnaldo me repetiu algumas vezes a frase “Café é muito mais que café, é uma história de compromisso com o trabalho e com a vida”.

    Eu não poderia me sentir mais grata de ter a oportunidade de conhecer essas histórias e poder contá-las aqui pra você.

    Com o carinho de sempre,

    Victoria


  • Informações gerais
    • Peso

      250 g/un

    • Altura

      21cm

    • Largura

      14cm

    • Profundidade

      3cm